terça-feira, 21 de junho de 2016

Viagem de moto a Termas de Rio Hondo - MotoGP Argentina 2016 - De 31/03 a 05/04/2016

Quando o meu grande companheiro e amigo motociclista Odair (BB ou Burro Branco para os íntimos) foi assistir à corrida do MotoGP de 2014 na Argentina já tinha ficado com aquela inveja boa, mas na época não pude ir.

Para a corrida de abril de 2016, tomei coragem e comecei a planejar já no segundo semestre de 2015.

Sobre essa questão de encontrar coragem para realizar seus sonhos, penso que planejar é importante, mas não queira ser perfeccionista ou esperar demais pela situação ideal. Lembre-se que o bom é inimigo do ótimo. Na grande maioria das vezes, contente-se com o bom e siga em frente. Isso vale pra qualquer coisa ou projeto na sua vida, não só para viagens de motocicleta.

Após escrever essa linhas, lembrei-me de uma citação, se não me engano do sítio "https://www.horizonsunlimited.com/" que diz:

"Você sempre vai querer planejar melhor
Nunca haverá dinheiro suficiente
E o momento ideal não existe

Portanto, encontre a coragem,
tome uma decisão
Prepare o quanto puder
E vá adaptando o resto pelo caminho
Será a melhor época de sua vida."

Não deixe de visitar o sítio mencionado. A começar pelo nome "horizontes sem limite", muito sugestivo por sinal, acredito que você vai se deparar com muita coisa que o fará refletir e, quem sabe, mudar o rumo de sua vida.

Mas depois dessa elucubração mental, voltemos à viagem.

No planejamento da viagem à Argentina, me perguntei o porquê de o Brasil não sediar nenhuma etapa da temporada do Mundial de Moto-velocidade MotoGP. A resposta veio através dos comentaristas do canal por assinatura SporTV, que transmitem a corrida. As pistas do Brasil não atendem a vários quesitos determinados pela organizadora do evento, a Dorna, principalmente no aspecto segurança para os pilotos (grandes áreas de escape e etc.). Mas creio que outros motivos também travam as negociações com os nossos políticos e autoridades de governo.

Assim, se você quiser ver de perto o lendário italiano Valentino Rossi (VR46), o formiga atômica espanhol Marc Marquez (MM93) e o atual campeão e também espanhol Jorge Lorenzo (JL99), bem como suas máquinas maravilhosas, vai ter que ir à Argentina, onde é realizada a única prova da MotoGP na América do Sul. É uma grande oportunidade para fazer uma viagem internacional de moto e ainda curtir a corrida.

Não queria fazer a viagem sozinho e conversando na academia do meu amigo Bahia, felizmente encontrei outro louco disposto a viajar 1360 km de moto, a partir de Foz do Iguaçu até Termas de Rio Hondo, província de Santiago del Estero (província é o mesmo que Estado pra nós), cidadezinha de cerca de 30 mil habitantes no norte da Argentina, onde fica o autódromo. No inverno, Termas recebe muitos turistas a desfrutar de suas águas termais. Ah, o nome do outro louco é o Edrian, bom garoto, com uma bela moto, uma esportiva Suzuki GSX-R 1000 SRAD, ano 2015, com uns 8 mil km rodados somente.

Mas começamos com sérias dificuldades para comprar os ingressos pelo sítio oficial, ou seja, www.ticketek.com.ar/ , que não conseguia concluir nossa compra com o nosso cartão de crédito brasileiro. O cartão estava habilitado para compras internacionais, tinha saldo suficiente, mas apresentava um erro inesperado ao final. Nem eu nem Edrian conseguimos comprar os ingressos e a data da viagem chegando. Conclusão: decidimos ir sem ingresso mesmo e tentar comprar ao chegar lá. Já me imaginei comprando de cambista e pagando muito mais caro, coisa comum no Brasil. Mas Argentina não é Brasil e, sendo assim, compramos tranquilamente os ingressos ao chegar lá, e no posto oficial de venda, pelo preço normal. Aquele sítio abre para compra pela internet já por volta de novembro do ano anterior. Á medida que a corrida se aproxima, os preços dos ingressos tem uma pequena elevação, mas sem exagero. Mesmo que você não consiga os ingressos antecipadamente, vai na fé que dá.

Abaixo um resuminho da viagem:

Motos: Uma Suzuki VStrom 650 ano 2013 e uma Suzuki GSX-R 1000 SRAD ano 2015.
Destino: Termas de Rio Hondo - Província de Santiago del Estero - Argentina.
Distância total percorrida: 2.900 km, ida e volta (incluindo os deslocamentos no destino)
País(es): Argentina.
Período: 31/03 a 05/04/2016 (quinta a terça).

Veja nosso roteiro abaixo, pelo Google Maps:

(clique no mapa para ampliar)




Previsão de tempo bom, sem chuva, para quase todos os seis dias de viagem em nossa rota de ida e volta, que incluiu Foz, Resistência e Termas de Rio Hondo.

No primeiro dia de viagem (quinta-feira, 31/03/2016), rodamos 630 km até Resistência. O tempo permaneceu perfeito até Posadas (cerca de 320 km de Foz), mas depois começou a ficar feio, depois muito feio e a chuva veio. Diminuímos a velocidade para algo em torno de 80 km/h. Havia muitas motos na estrada, todas obviamente com destino a Termas. Em certo momento, passamos por um pequeno grupo, com uma moto estacionada na grama do acostamento no sentido contrário ao nosso e outras duas motos paradas no acostamento, com três motociclistas conversando. Achamos estranho, mas parecia estar tudo bem com eles, então seguimos em frente. Quando paramos num posto para abastecer, vimos uma camionete levando uma moto com várias pessoas ao redor e um senhor com nariz sangrando um pouco e alguns ralados. Conversando com as pessoas que ali estavam, nos contaram que após uma parada, o grupo entrou na estrada pra seguir viagem quando uma das motos travou o cardã (uma BMW GS 1200), levando o motociclista ao chão. A sorte, se é que se pode chamar assim, foi que eles estavam a 80 km/h, pois tinham acabado de sair do acostamento e o capacete ainda estava aberto, motivo dos cortes no lábio e nariz na queda. Bom, desnecessário dizer que a viagem acabou para aquele colega motociclista.

Uma pena, pois uma viagem em que se planejou lazer e diversão, transformou-se em pesadelo e raiva. Digo raiva porquê para uma moto que custa cerca de R$ 90 mil, você nunca espera que ela vá desapontá-lo desta forma, deixando-o na mão no meio da estrada. Assim, a raiva e a decepção devem ter tomado conta do nosso amigo acidentado. Ainda no meio daquela gente lá no posto, um outro colega comentou que bom mesmo é a velha corrente, pois você faz a manutenção ou a troca facilmente em caso de um problema ou defeito, enquanto que um cardâ !!??!!?? Não há o que fazer. Acaba mesmo a viagem.

Até esse episódio, estava firmemente decidido a pegar uma moto com transmissão por cardã quando fosse fazer a troca da minha VStrom. Depois desse aprendizado, acho que vou ponderar melhor os prós e contras, o custo benefício e etc.

Vamos ver algumas fotos:

(Clique sobre a foto para ampliar)

Preparando para sair de casa no dia 31/03/2016.

Minha esposa Helen clicando eu e o Edrian antes da partida.
Muitas motos na estrada em direção a um evento espetacular. Mundial de Motovelocidade.
Indo ao encontro de nuvens mal humoradas.
E não teve jeito. Veio a chuvinha pra refrescar. Velocidade máxima: 100 km/h.
Mais adiante, tempo bom e mais motociclistas na estrada.
Após mais de 600 km, chegamos a cidade de Corrientes.
Início da travessia da ponte sobre o Rio Paraná, que liga Corrientes a Resistência.

Esta ponte é uma espécie de ponte estaiada, com o uso de cabos de aço, muito bonita.

Segunda vez que passo por esta ponte, que já está ficando familiar.
Pedágios na Argentina, uma beleza porquê motos não pagam. Em algumas rodovias do Brasil, motos também não pagam.
Meu GPS nos levou direitinho ao Hotel Diamante, em Resistência, que o Edrian havia reservado. Foram 500 pesos o quarto duplo, ou cerca de 125 reais (63 pra cada), com um bom café da manhã. Ar condicionado e estacionamento no sub-solo para as motos. Perfeito.
Como ninguém é de ferro, à noite em Resistência, saímos para um lanche e uma cerveja argentina Quilmes.




Segundo dia (01/04) e último trecho da viagem de ida até Termas de Rio Hondo. Eu, de VStrom e louco pra pegar a SRAD do Edrian e o Edrian querendo testar e possivelmente comprar uma big-trail pra viajar com mulher.
Combinação perfeita. Trocamos de moto por uns 100 km ou mais. Primeira vez que pego uma moto super esportiva. Ronco lindo desse motor maravilhoso, com ponteira Akrapovic. E que vigor desse motor !!! Pra vocês terem uma ideia, só a primeira marcha vai a 180 km/h. Ela chega a 299 km/h no velocímetro porquê o motor corta o giro.

Segue aqui um pequeno vídeo de cerca de 2 minutos que editei :




O Edrian com a minha VStrom 650 e eu com a SRAD 1000.
OOpps, flagrante no velocímetro a 137 km/h. Pouco pra um motor com 184 cavalos, enquanto a minha VStrom tem 67 cavalos.
Próximo a cidade de Presidente Roque Saenz Pena.
Aqui, paramos para ver como estava o motociclista depois desse acidente. O piloto desta Tryunph 1200 perdeu o controle da moto, que estava bastante avariada.
Este senhor foi o piloto que sofreu o acidente. Estava desolado, juntando os pertences de sua bagagem. Na foto não aparece, mas ele estava com a parte interna dos braços toda esfolada. Depois de uma cena triste como essa, reduzi a velocidade pelo resto da viagem.
Ele relatou que o guidão da moto começou a vibrar demais e perdeu a direção. Esse efeito é chamado de "shimmy". Encontrei no Google a seguinte definição pra isso:

"trepidação anormal das rodas dianteiras de um veículo quando se atinge determinada velocidade, normalmente causada por falta de equilíbrio ou de alinhamento delas."

As causas desse efeito podem ser muitas, entre elas, suspensão mal calibrada, rodas desalinhadas ou desbalanceadas, caixa de direção folgada, peso mal distribuído na moto e etc.
Vi um comparativo de motos esportivas no Youtube, onde o piloto dos testes relata a necessidade de a moto ter o amortecedor de direção, equipamento de segurança, segundo ele, importantíssimo que pode anular esse indesejado efeito.

Após essa parada, voltamos a pilotar nossas próprias motos.

Retomamos a estrada para Termas de Rio Hondo marcados pelas imagens do acidente.
Chegamos a Termas por volta das 16 horas da sexta-feira, dia 01/04, mas a lente da GoPro sujou com insetos mortos e as fotos ficaram muito ruins e não dá nem pra postá-las aqui. Por isso, é recomendável dar uma olhada na lente sempre que parar a moto.

A primeira providência nossa foi confirmar a reserva na Pousada Karive (www.karivedepartamentos.com.ar). Esta reserva foi feita por mim utilizando o site da cidade na Internet (www.lastermasderiohondo.com), considerando que todos os hotéis que constavam no "Booking.com" para a cidade já estavam esgotados.

Essa Pousada, reservada em cima da hora, ficou com preço um pouco salgado. Preço de 4200 pesos pelos três dias, ou 1400 por dia (cerca de 350 reais). Dividindo por mim e o Edrian, foram 175 reais por dia pra cada um. Outra opção era reservar um pouco mais barato na cidade vizinha de Santiago del Estero, distante 80 km de Termas.Mas já imaginou rodar todo dia essa distância para ir e vir no autódromo e na pousada ??!!! Tudo ok com a reserva da Pousada, fomos atrás dos ingressos.

Na praça principal da pequena cidade de 30 mil habitantes, encontramos o local oficial da venda. Na fila, um brasileiro nos abordou dizendo que tinha organizado a vinda de um grupo da cidade de Marechal Cândido Rondon-PR e que uma pessoa não pode vir e por isso tinha um ingresso da tribuna do Marc Marquez para vender. Nossa intenção era comprar ingresso para a tribuna do Valentino Rossi, mas pra ajudar o colega brasileiro, compramos o ingresso dele.

Preço no guichê de 3200 pesos (cerca de R$800). Compramos por 3 mil pesos do colega brasileiro.
Logicamente que há ingressos mais baratos que os da Tribuna, mas a visão da pista proporcionada para quem está nas tribunas é muito boa. Veja nas fotos mais adiante. Acho que vale a pena o esforço de comprar um ingresso melhor depois de viajar de tão longe. Mas se não puder, compre qualquer ingresso mesmo que vale muito a pena. Para ver os preços e a localização, acesse o site oficial de venda www.ticketek.com.ar.

Uma explicação: A palavra "ABONO", que você vê no ingresso significa que ele vale para os três dias de competição, ou seja, os treinos livres na sexta-feira, o treino classificatório do sábado e a corrida no domingo. Você também pode vir e comprar só o ingresso para o dia da corrida, que é um pouco mais barato.

Comprados os ingressos e instalados na pousada, fomos ver o agito noturno na praça central da pequena cidade.

Clique sobre as fotos para ampliá-las.

Muita gente na praça central.

Motos de todos os tipos e marcas.

Meninas alegrando a praça. Uma beleza e um colírio para os olhos.

Capacete que é bom praticamente não se via na cabeça do povo aqui na cidade.

Não resisti a tamanha alegria e pedi a gentileza de uma foto com as promotoras do evento.


Olha que beleza essa Ducati.

Vale tudo pra sair na foto com o 93 do Marc Marquez.
Eu e minha mais nova paixão. Srad 750. Linda, majestosa.
Edrian, que isso rapaz !!!! Fazendo trenzinho.....!!!???
Mulheres lindas.

Lindas e fantasiadas.
Dia seguinte, sábado, 02/04 dia dos treinos classificatórios para a corrida de domingo.
Eis algumas fotos:

Rua de acesso ao autódromo.

Muitas motos, de todos os tipos e cilindradas.

Os pilotos saindo dos boxes para os treinos de classificação.

Parecíamos como crianças num parque de diversões.
Agora as fotos do grande dia, o dia da corrida, domingo, dia 03/04/2016:

Foto da tribuna do Valentino Rossi ao fundo, com faixas amarelas e da Ducati, com o Rio Hondo ao fundo.

Preparativos para a largada.

Foto aproximada do telão, bem a nossa frente, mostrando o piloto Maverick Vinales da Suzuki.

No início, nuvens ameaçadores, mas que não chegaram a se precipitar.

A largada. Pena que a foto não ficou muito boa.

A largada em vídeo abaixo também não ficou lá essa coisas:



Neste outro vídeo, dois pilotos foram ao chão:




O telão a nossa frente mostrava 6 voltas pro final, com Marquez na frente, seguido por Rossi e Vinales da Suzuki em terceiro.
Estava torcendo muito pra escuderia Suzuki, a minha favorita, mas o Maverick Vinales caiu a três voltas do final, uma pena.
Durante a corrida, filmamos todo o tempo, por isso as poucas fotos. Mas assim que o trabalho me der uma folga, vou editar os vídeos e postá-los aqui.
Quer tiver dúvidas sobre qualquer detalhe da viagem, pode postar aqui.
A volta para Foz do Iguaçu nos dias 04 e 05 de abril transcorreu sem problemas, com tempo bom
Um abraço a todos.



55 comentários:

  1. Olá Alexandre, estou planejando ir em 2017, e me disseram que o melhor é comprar os ingressos no local porque não esgota antes da corrida, que sempre tem ingressos a venda, é isso mesmo, vc acha que pode ir na boa? e outra coisa, vc disse que não acha legar ir sozinho, mas pelo jeito sou o único que pretende ir, na sua opnião pq vc não acha que não deve ir sozinho para essa viagem? Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. E dai Marcelo Valezi! Eu também acho que sou o único louco a sair sozinho de Porto Alegre! Você vai sair de onde?
      Fábio (51) 991172228

      Excluir
    4. Olá Fábio, eu estou em Caxias do Sul/RS. Agora estou na dúvida de ir porque a uma semana minha mãe faleceu e confesso que estou desanimado e meio sem saber se vou ou não. Preciso de mais uns dias pra tomar uma decisão... Mas agradeço o contato e resolvendo ir nos falamos. Um Abraço a você a todos do Blog.

      Excluir
    5. Bah, meu sentimentos pela sua perda!
      Seguinte, se decidir ir, eu comprei meu ingresso pelo Viagogo, paguei R$ 1.120 (reais) já incluída a taxa de conveniência. Eu também reservei o Camping Provincial, 2 motos, 2 pessoas, mas estou indo sozinho. Então você compra o ingresso que o camping já tá garantido!

      Excluir
    6. Esqueci de dizer, ingresso para a Tribuna Valentino Rossi, por que eu sou das antigas!

      Excluir
  2. OLá Marcelo, eu tentei comprar com antecedência pelo site mas meu cartão de crédito não concluiu a compra. E não havia nenhum problema de saldo ou de liberação para compras no exterior. Acho que eles estavam reservando mesmo para os argentinos.
    Mas eu e meu amigo resolvemos arriscar e ir sem os ingressos mesmo. Não tivemos problemas em comprar lá apesar de pagarmos um pouco mais caro. Mas acho que a procura a cada ano está aumentando bastante e pode ser que falte ingresso. Quem pode saber né ?
    Pro ano que vem vou tentar comprar com mais antecedência e acho que a partir de outubro já abre o site para compra. Verifique lá.
    Em relação a viajar sozinho, apesar de ser uma viagem curta, acho que sempre devemos procurar viajar em duas ou três motos para que um possa ajudar o outro em caso de dificuldades ou mesmo acidentes.
    Se tiver outras dúvidas, manda aí pra gente.
    Abração e obrigado por acessar o blog.
    (respondido através do smartphone em 27/09/2016/17:10 e reproduzido aqui)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcelo, esqueci de dizer na mensagem anterior, mas se estiver mesmo sozinho para ir ao MotoGP ano que vem, me avisa e vamos juntos.
      Aqui de Foz do Iguaçu e região deve ter pelo menos uns três que já confirmaram.
      Abraço.
      (respondido diretamente do meu smartphone em 04/10/2016 / 14:13 e reproduzido aqui somente agora)

      Excluir
    2. Obrigado Alexandre, agradeço o retorno e o convite. Mas como pode ver na minha resposta ao Fábio logo acima, eu estou sem saber se vou realmente... Abraço

      Excluir
    3. Primeiramente parabéns pelo post (praticamente um documentário) muito bem feito por sinal.
      Estava aqui a planejar minha viajem para Ilha de Mam em 2018, mas como seria minha primeira viajem internacional pensei melhor e decidi dar um passo mais curto, aí me veio a lembrar que 2018 será o ano de despedida do Rossi e se eu for assistir uma única corrida de moto na vida que seja MotoGP enquanto puder ver a lenda na pista.
      Oque vem ao caso que estava pesquisando aqui passagens aéreas hotéis etc.. pra minha viajem e pesquisei por dicas no Google e vim parar aqui, oque muito me encorajou a fazer a viagem de moto. Do vale do Paraíba interior de SP, oque vai dar ums mil km a mais que sua viagem mas isso não importa pra mim, minhas férias duram 30 dias KKK.
      Gostaria que você falasse um pouco sobre os perígos da estrada da Argentina (nas BRs a gente já sabe como funciona)
      A princípio viajarei sozinho, mas espero encontrar companheiros até lá.
      Um grande abraço e até mais. Braaap...

      Excluir
  3. Estou querendo ir.....sou de SP....vou sozinho.....caso alguem va me avise por email: fjplast@bol.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia meu caro,
      querendo companhia pra ir é só me contatar pelo Zap (45)99912-1044. Aqui de Foz do Iguaçu devemos ir num grupo de pelo menos 3 motos, devendo sair na quarta ou quinta anterior ao evento. Abraço.

      Excluir
    2. Obs.:(minha resposta acima foi feita pelo smartphone em 08/11-12:41h, mas reproduzida aqui somente em 21/11).
      Resposta do internauta por e-mail em 08/11-23:17h: "Valeu Alex pelo contato...vamo se falando...vou somente com minha esposa....sou de SP e vou até Foz do Iguaçu...quem sabe nos encontramos e vamos juntos. Obrigado pelo contato."

      Excluir
    3. Olá pessoal, também estou pensando em ir ! Será que cabe mais um no grupo! Sou de Joinville SC.

      Excluir
  4. Boa tarde Alexandre, show de bola seu passeio hein, hj mesmo estava comentando com minha esposa pra gente ir em uma corrida, talvez nesse próximo ano já, sou de Curitiba.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia camarada, tomara que você tome logo a decisão de ir. É um passeio imperdível. Mas a cidade lá é pequena e tem problemas de hospedagem nesse evento. Nos sites Booking.com, Trivago e etc me parece que não tem mais vagas. Uma alternativa é o site da cidade. Tente reservar por e-mail ou mesmo telefone, pois muitos não estão na internet. Desculpe a demora na resposta. Se tiver dúvidas, não hesite em me contatar. Abração.
      (respondido pelo smartphone em 18/11 às 10:51h, mas reproduzido aqui somente em 21/11).

      Excluir
  5. Alexandre, tudo bem. Meu nome é Jefin e estou planejando com mais dois de ir em 2017. Existe alguma coisa que tem que providenciar, tipo licença para pilotar na argentina ou algo que você não mencionou?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (respondido através do smartphone em 18/11 às 10:37h, mas reproduzido aqui somente em 21/11).
      Olá Jefin, bom dia, acho que o mais importante é a documentação. Documento da moto em seu nome ou autorização com firma reconhecida em cartório do proprietário. Nossa CNH dentro da validade serve na Argentina. Não precisa da PID - Permissão Internacional para dirigir -. Melhor levar o passaporte do que a identidade, porque o processo imigratório é mais rápido e no passaporte você ainda leva os carimbos da imigração de lembrança da viagem. Nossa identidade não tem validade, mas se tiver emissão muito antiga (+10 anos) os policiais da imigração podem não permitir sua entrada. Seguro Carta-Verde é obrigatório pelo período da viagem.
      Outro probleminha lá é a hospedagem. A cidade tem só 30 mil hab e um internauta me disse que só conseguiu reservar numa cidade a 80 km do autódromo. Acho isso ruim, por isso uma alternativa é entrar no site da cidade de termasderiohondo e pegar os e-mails e telefones e tentar reservar, pois muitos não estão no Booking.com ou Trivago e etc.
      Espero ter ajudado. Abração e boa viagem.

      Excluir
  6. Cara, legal o relato, muito bom... Estou planejando minha ida para 2017 saindo de BH, também com uma V Strom. Espero ir com um amigo daqui e parar em Foz para arrumarmos mais companhia. Quem sabe nos encontramos por aí...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Miranilton, obrigado pelo elogio ao blog. Tomara que você realize a viagem e passando aqui por Foz, dá um alô, quem sabe não dá certo e a gente vai junto. Devo sair na quarta ou quinta anterior ao evento. Abração.
      (resposta pelo smartphone em 19/11 às 20:15h e reproduzido aqui somente em 21/11)

      Excluir
    2. Olá Miranilton, uma outra dica é que a galera já está tendo dificuldades de reservar hospedagem lá em Termas de Rio Hondo. Procure o site da cidade e tente antecipar a reserva. Acho que companhia não vai faltar, vamos nos falando....abração.

      Excluir
  7. Olá muito boa as dicas q você deu ai eu e meu irmão estar os querendo ir mais nao de moto, estou tentado compra os ingresso online mais falei com um atende online q me falou q o congresso so e enviado 2 semana antes do evento, fiquei na duvida e acabei nao comprando oq vc acha disso procede? Somente 2 semana antes do evento envia os ingressos?

    ResponderExcluir
  8. Ah esqueci tem uns camping lá sera q compensa nao to pensando em conforto e mais emoção mesmo e aproveita o momento.

    ResponderExcluir
  9. ótimo as fotos de sua viagem. Gostaria de saber se vc levou passaport

    ResponderExcluir
  10. Olá Alexandre Mitiura, boa tarde.
    Estava procurando relatos sobre a viagem de moto ao GP da Argentina e encontrei este site.
    Em primeiro lugar, quero parabenizá-lo pela escrita. Além de clareza você não judiou - em momento algum - da nossa querida língua portuguesa. Coisa cada vez mais difícil, principalmente, em relatos motociclísticos. Mas, vi que você é fã do finado Rubem Alves, então está explicado.
    Bom, sou de São Paulo, quero ver a corrida no ano de 2017 e não tenho ninguém para ir comigo. Se tiver alguém que queira ir é só fazer contato (marco74parisi@gmail.com).
    Alexandre, quero perguntar-lhe sobre essa cidade vizinha e que dista 80km de Termas de Rio Hondo. Pelo que já li, a própria Santiago Del Estero fica a 60km do autódromo. Então, esta cidade vizinha fica a 140km do autódromo?
    Outra coisa, é que tentei reservar hotel e ninguém fez contato ainda. Por isso, pergunto se alguém tem informações sobre o camping. Se é caro ficar lá, acomodações e se fica mais perto do autódromo.
    É isso. Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se conseguir dica de hospedagem por um bom valor poste aqui para nós. Também estou com dificuldades. Mandei mais de 50 emails. Os que responderam achei extremamente altos os valores. Sobre o camping pesquisei mas poucas informações achei. O mesmo site que vende os ingressos para a corrida vende para o camping tambem.

      Excluir
  11. Parabéns pelo site. Estou me preparando para essa viagem e seu relato foi fantástico. Sou de Ribeirão Preto, interior do estado de SP e estou me organizando para assistir o evento MotoGP da Argentina. Farei uma bela revisão na minha GS (cardan). Ficarei 2 dias em Foz para conhecer a cidade. Vou torcer para encontrar você, Marcelo Valezi, Anônimo, Marco Antonio... que estão curtindo seu blog. Gostaria muito, se possível, de fazer parte da turma e partirmos para o evento juntos. É isso. A gente se fala. Obrigado. Abs.

    ResponderExcluir
  12. Estamos saindo em 2 motos de porto alegre/rs. Pela sua experiência conseguimos hotel la sem reservar daqui? E os ingressos para as tribunas conseguimos la na sexta tambem? Segui todas as suas dicas mas e bem complicado comprar e reservar por aqui. Excelente relato.

    ResponderExcluir
  13. Estamos saindo em 2 motos de porto alegre/rs. Pela sua experiência conseguimos hotel la sem reservar daqui? E os ingressos para as tribunas conseguimos la na sexta tambem? Segui todas as suas dicas mas e bem complicado comprar e reservar por aqui. Excelente relato.

    ResponderExcluir
  14. Boa noite Alexandre. me informe como é a situação de levar a esposa junto. é bem tranquilo ? estou querendo ir, mas estou sem parceiro também , sou de Joaçaba-SC (49) 99969 6010 Obrigado Gerson

    ResponderExcluir
  15. Edu Boeira, encontrei na internet Camping Del Rio, perto do autodromo... (https://www.google.com.br/maps/@-27.5032885,-64.8576587,3a,75y,169.98h,88.04t/am=t/data=!3m6!1e1!3m4!1snq7FmEb1bUgdV223lt_jtw!2e0!7i13312!8i6656) Minha preocupação é se podemos ficar tranquilos em deixar nossas motos enquanto vamos para o autódromo. Abs.

    ResponderExcluir
  16. Boa noite Alexandre.

    Vc pegou algum percurso de estrada
    Ruim?
    Queria ir de esportiva F4RR mas receio de pegar algum percuso com buraco ou muito travado.como vou sair de Itabira-MG e muita estrada....
    Quem quizer compania so me contactar 31-986347717.
    Abracos,

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde Alexandre! Muito bacana teu blog, quero dizer que no ano passado tentei comprar ingressos no www.ticketek.com.ar e não deu certo, porém este ano tem uma opção para estrangeiros com acréscimo de $190 pesos, consegui comprar para retirar antes do evento na própria cidade de Termas de Río Hondo!

    ResponderExcluir
  18. Bela viagem, gostei muito, sou de Goiânia, e estou pensando seriamente em ir à Argentina este ano, o planejamento está em curso, tenho uma CBR 650F, 2015, caso tenha alguém da região com o mesmo pensamento, manifeste-se e vamos combinar.

    ResponderExcluir
  19. Pessoal tá chegando a hora hein!!!! No site da MotoGP não fazem a venda de ingressos apenas para o GP Argentino. Eles indicam o site ticket para vendas dos ingressos.No site referente aos valores aparece Sigla "$". Seria a sigla de Pesos argentinos?

    ResponderExcluir
  20. Alexandre, a questão de abastecimento? Tem vários postos de combutíveis no caminho? Valeu meu amigo. Abs.

    ResponderExcluir
  21. Galera... o q vcs acham de criarmos um Grupo no Face ou no Whats pra trocar ideia?

    ResponderExcluir
  22. Boa ideia Paulo (PHG). Vamos aguardar a opinião do Alexandre...

    ResponderExcluir
  23. Parabéns Pelo relato da viagem! estamos programando a viagem e o que está difícil é encontrar hospedagem. Até vou verificar no site que indicou na postagem. Tem mais alguma sugestão de hospedagem ?
    Vamos partir de Videira SC em 4 motos. POr ora encontramos hospedagem em santiago del estero, mas acho longe demais pra logística.
    Abraço

    Abraço

    ResponderExcluir
  24. E dai Juliano! Eu também acho que sou o único louco a sair sozinho de Porto Alegre! Onde vocês vão fiar em Santiago Del Estero? Eu reservei o Camping Provincial, 2 MOTOS - 2 PERSONAS, mas por enquanto só vou eu e minha moto!
    Fábio (51) 991172228

    ResponderExcluir
  25. Fábio tb comprei no Camping Provincial... vou sair de Ribeirão Preto, interior de SP, dia 2 e ficarei em Foz até dia 4. Depois, Corrientes e Termas... a gente se encontra lá... abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beleza Ricardo! Você vai sozinho?
      Eu comprei o ticket 2 MOTOS - 2 PERSONAS, mas por enquanto vou sozinho e posso indicar o segundo ocupante.

      Excluir
    2. Blz... não vou sozinho... Vai eu e um amigo, o Jorge. Obrigado. A gente se fala. abs.

      Excluir
    3. Ricardo Fracalozzi, Fábio Luis e demais leitores, obrigado pelo acesso e pelos elogios ao blog. Seguinte a sugestão de vocês, estou criando um grupo no Whatszap para trocarmos ideias e experiencias em torno dessa viagem. Porém, não tenho o telefone de todos vocês e aqueles que tiverem interesse em participar do grupo, podem deixar o telefone aqui ou no meu e-mail: vstromer.miti@gmail.com
      Falta pouco mais de um mês para a viagem.
      Vaamos lá !!!!!!
      Abração a todos

      Excluir
    4. Alexandre, boa noite! voce criou o grupo do zap ? adiciona eu por favor (11) 9.4784-4757, obrigado!

      Excluir
  26. Pessoal, enho procurado responder a todos de forma rápida direto do meu celular. Mas minhas respostas não vêm automaticamente para o blog, por isso, em princípio, para quem olha esta seção, pode parecer que não estou respondendo. Mas estou sim, e preciso apenas atualizar manualmente aqui as respostas que já dei a vocês. Se alguém ficou sem resposta, pode brigar, mas me dê uma segunda chance que respondo.
    Abração

    ResponderExcluir
  27. alguem de são paulo querendo ir de moto tbm ? comprei o meu ingresso tribuna46, agora as passagens está dificil de reservar, estou pensando seriamente em ir de moto Suzuki Srad 1000 se alguem topar eu vou

    ResponderExcluir
  28. parabens,valeu se encontramos la com certeza
    aladir valendolf
    capitao leonidas marques pr

    ResponderExcluir
  29. Quero ir em 2018 já estou começando a procurar sou do Pará e vamos em dois casais. Se houver algum interessado podemos organizar.

    ResponderExcluir
  30. Kleber, sou Toni de Montenegro RS e vou em 2018. Meu cel é (51) 98407-4200. Vou com minha esposa e vou de carro com a moto no reboque. Fica meio fora a logística mas podemos nos encontrarmos no caminho. Pretendo passar a primeira noite de viagem em Ita Ibate que é a metade do caminho. Vou com minha esposa e tenho vaga para dois no carro.

    ResponderExcluir
  31. Boa noite Alexandre,

    Estou me programando para ir em 2018 e queria uma dica: será que você saberia me dizer qual o melhor lugar no autódromo para assistir a corrida?

    Abraço!

    ResponderExcluir
  32. Brother, fantástico seus relatos. Parabéns pela aventura. Por favor, fale um pouco do câmbio. O q vc aconselha, cambiar aqui ou no caminho?

    ResponderExcluir
  33. Ola
    Estou planejando ir em 2018. Por enquanto sózinho
    e de Setegalo.
    abc
    evaldo

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!